16 de mar de 2013

Por quê não? (+ sugestão de leitura)


Cada dia tenho a confirmação de que realmente sempre temos algo a aprender e devemos estar abertos ao aprendizado para tirar proveito das situações pelas quais passamos e assim conseguirmos enfrentar os obstáculos de maneira mais construtiva, seguir adiante e ir amadurecendo nessa jornada.

Infelizmente às vezes os "obstáculos" estão dentro das nossas próprias cabeças. São esses pensamentos que surgiram num determinado momento das nossas vidas e foram alimentados pelo nosso medo, insegurança, dúvida... E nós só continuamos fortalecendo esses pensamentos sabotadores quando nos repetimos e damos lugar a frases como "não posso", "não sou capaz", "não consigo", "não é pra mim"... Por que não?! Nascemos livres, sem limites, com um grande potencial, cheios de idéias, sonhos e energia e vamos crescendo e escutando coisas que nos levam a desacreditar dos nossos sonhos e até de nós mesmos.

E então caímos e alguém nos diz "tá vendo? Eu te disse!" Nos sentimos fracassados, envergonhados e nossa mente de alguma maneira "processa" e internaliza isso como uma confirmação de que "realmente não podemos". Então deixamos de tentar... E assim vamos estabelecendo limites ao nosso redor, nos colocamos numa zona de "conforto" cheia de barreiras em volta, uma verdadeira prisão... E logo é mais fácil permanecer ali e não se arriscar. (Por que temos tanto medo do risco?!) Nos tornamos "escravos" do medo. Não queremos cair, não queremos falhar e não queremos que ninguém veja nosso "fracasso".


Pode não ser fácil reverter esse mecanismo, mas não é impossível. O primeiro passo é ter consciência desse processo, de como ele começou nas nossas vidas, do que engatilhou essa maneira de "pensar" e tentar analisá-lo de maneira mais lógica e racional, tomando certo distanciamento, para assim sermos capazes de enxergar que realmente essas crenças não têm cabimento, não têm sentido.

Hoje em dia vejo que realmente não há limites. (The sky is the limit!) Somos nós quem criamos os limites. Nós somos capazes de realizar o que nos propormos. Com determinação e dedicação, tudo está ao nosso alcance. Somos mais fortes do que acreditamos ser. E para não cair nessa armadilha do medo, devemos sempre nos perguntar "por quê?" ou "por quê não?" quando surja algum pensamento limitante. Não devemos ter medo de cair, de falhar, porque a vida é isso aí, é tentativa e erro. É claro que se não tentarmos, não vamos "fracassar", mas isso também não faz de nós vencedores...


E eu creio que não devemos desejar para nós mesmos nada menos que o melhor. Por que não? Nós somos merecedores. Deveríamos tentar ser sempre o melhor ser humano que pudermos ser em cada momento da nossa vida, sem a utopia da perfeição é claro. Nada nem ninguém é perfeito nem nunca será (e não tem porque ser!). Mas sempre podemos tentar ser uma pessoa melhor e ter uma vida melhor (não há nada de mal nisso). Talvez amanhã possamos ser melhores que hoje, ou não. Às vezes sabemos que podemos chegar a ser melhores, mas não podemos dar mais de nós mesmos naquele exato momento, and it´s ok. Devemos ser compreensivos e pacientes com nós mesmos também (não só com os demais).

Tenho refletido e aprendido muito sobre a vida e sobre mim mesma. Tenho conseguido me dar conta do porquê de muitas coisas e isso não quer dizer que eu já tenha aprendido a lidar com tudo isso, mas isso é libertador e traz esperança, porque é o primeiro passo! It´s a work in progress. Já caí muito na minha vida, continuo caindo e espero continuar caindo rs, porque isso significa que estou tentando, que estou lutando. Estamos aí, na ativa! Posso cair de um abismo, chegar ao fundo do poço, mas não me rendo, não desisto, não sem lutar (not without a fight)! Cada dia é um novo dia, uma nova oportunidade. Mesmo que não consigamos ver a luz no fim do túnel num determinado momento, precisamos ao menos ter a certeza de que ela está lá (porque está!).


Eu gostaria de aproveitar para sugerir o livro Pare de Se Sabotar e Dê a Volta Por Cima - Como Se Livrar dos Comportamentos que Atrapalham Sua Vida (The Flip Side) do educador e psicoterapeuta Flip Flippen, que ainda não terminei de ler, mas sem dúvida terminarei! Agradeço muito a quem me recomendou esse livro! ;)

Termino essa mensagem com um trecho do refrão da música Try (vale a pena escutá-la!) da minha ídola Pink rs, que estive escutando enquanto escrevia esse texto!


But just because it burns doesn’t mean you’re gonna die 
You gotta get up and try, try, try 
Gotta get up and try, try, try 
Gotta get up and try, try, try

Mas só porque queima não significa que você vai morrer
Você tem que levantar-se e tentar, tentar, tentar
Tem que levantar-se e tentar, tentar, tentar
Tem que levantar-se e tentar, tentar, tentar

Beijos!







"You may say I'm a dreamer, but I'm not the only one." (John Lennon)

P.S.: Pessoal, criei um blog para brasileir@s que vivem ou desejam se aventurar no exterior! Chama-se Do Brasil Pro Mundo (clique aqui para conhecer).
Quem tiver interesse, sinta-se convidad@ a dar uma passadinha por lá! ;)

2 comentários:

  1. Di, você se supera a cada dia sabia?
    Mesmo nos momentos mais difíceis se reocupando em ajudar os outros com uma palavra de conforto!
    Te adoroooooooooo!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Lú!! Levou muito tempo para a minha ficha cair, pra eu entender e aceitar que somos nós quem nos detemos, quem nos limitamos. E se eu puder ajudar alguém a refletir e enxergar seu potencial, maravilha! :) Como já dizia Tom Jobim, "a gente leva da vida a vida que a gente leva", né?! ;)
    Também te adoro, minha amiga!!!
    Beijão!! :*

    ResponderExcluir